Fraternidade São Francisco de Assis

Fraternidade de São Francisco de Assis

Rua Costa Ferraz, 38, Rio Comprido, RJ
Tel: 2273-9761 / 2273-8387
e-mail: ofs.riocomprido@hotmail.com

Erigida Canonicamente em 1º de julho de 1967



Nossos encontros fraternos acontecem nos 2º e 4º domingos do mês, de 08:30 às 12:00 horas. Nos reunimos em nossa Sede após a Missa das 08:30 nos 2º domingos e nos 4º domingos nos reunimos em nossa Sede às 08:30 e às 11 horas temos a Santa Missa.

quarta-feira, 27 de julho de 2011


ÂNSIA DE COMUNHÃO

Senhor,
Tu não és um corpo de doutrinas, 
não és um código de leis,
não dependes de ideias novas e passageiras
inventadas pelos homens para Te descrever.
Não sei como designar-te.
Tu és um Tu, um Alguém, Tu és pura gratuidade e
infinita compaixão.
Tu és ânsia de comunhão, desejo de comunicação,
Tu buscas comunhão e união.
Tu te tornas extremamente insinuante
em determinados momentos de minha historia
 e meus olhos não podem deixar de buscar teu olhar
no meio da noite da vida.
Tu me levas a fazer experiências profundas,
algumas cheias de alegria
e outras carregadas de interrogações.
Provocas dentro de mim inaudita alegria
quando  solicitas  não apenas partes de meu ser, 
mas a inteireza do meu existir.
Quando me oferto todo a Ti, exulto em meu interior.
Muitas vezes a vida foi me colocando interrogações
e questionamentos de toda espécie, 
quando o peso da carne e da terra fizeram
com que eu perdesse o sentido e a direção
de  teu coração, nestes momentos Tu te insinuaste
em minha história e colocaste em meu interior
a esperança de continuar a caminhada com gosto das coisas que viriam.
Na mesa da toalha branca colocas o pão e o vinho
e me dás experimentar força e união.
Tu me dás a força do pão e os irmãos para a união.
Quando chegas convidando-me para te seguir
provocas reações em meu interior:
queres que eu mate meu eu louco,
arrancas de mim alegria de libertação de mim mesmo.
Quero consagrar-te inteiramente a Ti:
meu tempo, minha vida, meus sonhos, meus projetos, 
minhas dores e minhas alegrias se voltam para Ti.
Não quero conviver contigo como se fosses um Deus distante,
longínquo, frio, um Deus de leis, de castigos e de formalismos.
Quero viver em comunhão amorosa contigo.
Dá-me  Senhor, experimentar uma profunda alegria
Em ser teu e caminhar rumo à terra da profunda e definitiva união.
Sim, tu me chamas para a eterna comunhão contigo e com os que Te amam na luz e na plenitude.


A NOSSA SENHORA DO MURO
 A oração que transcrevemos foi publicada  na revista da Terra Santa, maio-junho de 2011.

Santa Mãe de Deus e
Mãe da Igreja,
nós te invocamos também como mãe
dos cristãos que sofrem
Suplicamos a ti que faças cair este muro,
o muro dos nossos corações e todos os muros
do ódio, da violência, do temor e da indiferença
entre os homens e os  povos.
Tu que, com o teu fiat, foste vitoriosa
sobre a antiga serpente,
acolhe-nos em teu manto,
protege-nos de todo o mal
e abre em nossas vidas
a porta da Esperança.
Faze com que em nós e em todo o mundo
floresça o amor que emana da cruz
e da ressurreição de teu  Filho e Salvador nosso que vive e reina pelos séculos. Amém



QUE  VENHAM  AS LUZES DO ESPIRITO
A Igreja vive sempre impulsionada pela eterna novidade do Espírito. Ele não deixa a comunidade adormecer. Ele é a força dos fracos e a eterna novidade de Deus.  O Espírito esta apontando os caminhos do amanhã.

Senhor, 
derrama teu Espírito
sobre jovens e  velhos.
Derrama teu Espírito
sobre homem e mulher.
Derrama teu Espírito
na altura  e na largura.
Derrama teu Fogo
a leste e a oeste.
Derrama teu Fogo
no coração dos homens,
derrama teu fogo
na boca dos homens,
nos olhos dos homens
nas mãos dos homens.
Acende teu  Fogo.
Envia teu Sopro
aos  que creem,
aos que duvidam,
aos que amam,
aos  que vivem sozinhos.
Envia teu Fogo
na direção da palavra dos homens,
do silêncio dos homens.
Envia teu fogo na direção da fala dos homens.
Que falem e cantem no Espírito.
Envia teu Sopro
aos  guardiães do bem,
a todos os que constroem o amanhã,
aos  que acreditam na beleza
aos  que preservam a vida.
Envia teu Espírito,
Envia teu Sopro às casas dos homens.
Envia teu Espírito às cidades dos homens,
ao mundo dos homens.
Envia o teu Espírito a todos os homens de boa vontade.
Aqui e agora, envia-nos teu espírito.
Envia teu Espírito!
Revista  Prier  , n. 122, p. 3-4

Nenhum comentário:

Postar um comentário