Fraternidade São Francisco de Assis

Fraternidade de São Francisco de Assis

Rua Costa Ferraz, 38, Rio Comprido, RJ
Tel: 2273-9761 / 2273-8387
e-mail: ofs.riocomprido@hotmail.com

Erigida Canonicamente em 1º de julho de 1967



Nossos encontros fraternos acontecem nos 2º e 4º domingos do mês, de 08:30 às 12:00 horas. Nos reunimos em nossa Sede após a Missa das 08:30 nos 2º domingos e nos 4º domingos nos reunimos em nossa Sede às 08:30 e às 11 horas temos a Santa Missa.

sábado, 17 de abril de 2010

Tu és Pedro

Neste dia 16 de abril a Igreja de todo o mundo se alegra e celebra o aniversário natalício do Papa Bento XVI, e na próxima semana os cinco anos de seu pontificado. Ele foi eleito sucessor de Pedro em 19 de abril de 2005.

Neste período à frente da Igreja de Cristo, muito se pode destacar do trabalho incansável do Pastor. Em especial, não podemos esquecer a visita do Santo Padre ao Brasil em 2007 e o grande crescimento espiritual gerados pela criação dos Anos Paulino e Sacerdotal.

Bento XVI, em sua homilia, durante a Santa Missa da Imposição do Pálio e entrega do Anel do Pescador para o início do Ministério Petrino do Bispo de Roma, em 24 de abril de 2005, pedia: “Queridos amigos. Neste momento eu posso dizer apenas: rezai por mim, para que eu aprenda cada vez mais a amar o Senhor. Rezai por mim, para que eu aprenda a amar cada vez mais o seu rebanho vós, a Santa Igreja, cada um de vós singularmente e todos vós juntos. Rezai por mim, para que eu não fuja, por receio, diante dos lobos. Rezai uns pelos outros, para que o Senhor nos guie e nós aprendamos a guiar-nos uns aos outros.”

Mais que nunca, todo o rebanho da Igreja tem respondido a esse chamado. Em tempos de grandes tribulações e perseguições, a Igreja se coloca de pé ao lado de seu Pastor. Bento XVI tem sido exemplo de coragem, humildade e doação. Em todos os cantos do mundo pululam manifestações de apoio, solidariedade e apreço pela figura do Papa e dos Sacerdotes de forma geral.

“O povo de Deus está ao lado do Papa”

Durante a Missa da Ressureição, no dia 4 de abril, o Cardeal Dom Angelo Sodano, decano do Colégio Cardinalício disse: "Com o espírito da alegria pascal, o colégio expressa sua proximidade ao Sucessor de Pedro e canta com ele o “Aleluia” da fé e da esperança cristãs. Estamos profundamente agradecidos pela força e a coragem apostólica com as quais anuncia o Evangelho de Cristo; admiramos o amor com o qual assume as alegrias, esperanças, tristezas e angústias dos homens de hoje, principalmente os pobres e os que sofrem", assegurando ao Papa a “solidariedade dos irmãos Bispos espalhados por todo o mundo, que guiam as três mil circunscrições eclesiásticas do planeta, dos 400 mil sacerdotes que generosamente servem o povo de Deus em Paróquias, oratórios, escolas, hospitais e missões nas regiões mais remotas do mundo".

Dom Sodano completou ainda: “O povo de Deus está ao lado do Papa, e não se abala por certas ‘especulações’ e nem por provações que por vezes atingem a comunidade de fiéis.”

“No momento em que a Igreja Católica e a própria pessoa do Santo Padre sofrem duros e injustos ataques, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil manifesta sua mais profunda união com o Papa Bento XVI e sua plena adesão e total fidelidade ao Sucessor de Pedro, disse o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Geraldo Lyrio Rocha, em um pronunciamento oficial nos meios de comunicação.

“A Páscoa de Cristo, que celebramos nesta semana, nos leva a afirmar com o Apóstolo Paulo: ‘Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos pela angústia; postos em apuros, mas não desesperançados; perseguidos, mas não desamparados; derrubados, mas não aniquilados’ (2Cor 4,8-9). Nossa fé nos garante a certeza da vitória da luz sobre as trevas; do bem sobre o mal; da vida sobre a morte”, concluiu Dom Geraldo. O presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam), Dom Raymundo Damasceno Assis, também emitiu nota em solidariedade ao Papa, além de Bispos norte-americanos e europeus, entre outros.

Mas não só o clero. Leigos de vários países têm se manifestado, em especial através da internet. A iniciativa foi da associação "E-Cristians" que espera que "uma onda de confiança em nossos Sacerdotes e no Papa preencha o mundo". A Federação Internacional de Associações de Médicos Católicos (FIAMC) também em nota oficial se posicionou contra o que chamaram de “campanha” para desacreditar a autoridade da Igreja, “que é a voz mais consciente na defesa da vida desde a concepção até a morte natural e na defesa da família”.

Na celebração de seu pontificado, o povo de Deus se une em torno do Papa. E o próprio Bento XVI é quem nos exorta: "Não tenham medo. Cristo ressuscitou e vive entre nós. Sua presença amorosa acompanha o caminho da Igreja e a sustenta em meio às dificuldades. Com esta certeza em seu coração, ofereçam ao mundo um testemunho sereno e corajoso da vida nova que brota do Evangelho", disse o Santo Padre na ultima segunda-feira, dia 5, durante a oração do Regina Coeli que, neste período pascal, substitui o Ângelus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário