Fraternidade São Francisco de Assis

Fraternidade de São Francisco de Assis

Rua Costa Ferraz, 38, Rio Comprido, RJ
Tel: 2273-9761 / 2273-8387
e-mail: ofs.riocomprido@hotmail.com

Erigida Canonicamente em 1º de julho de 1967



Nossos encontros fraternos acontecem nos 2º e 4º domingos do mês, de 08:30 às 12:00 horas. Nos reunimos em nossa Sede após a Missa das 08:30 nos 2º domingos e nos 4º domingos nos reunimos em nossa Sede às 08:30 e às 11 horas temos a Santa Missa.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Ofício - Quinta-Feira

Quinta-Feira
(Eucaristia – Caridade – Sacerdócio)

I. De Manhã

matinas
1. Pasme todo o homem, estremeça a terra, rejubile o céu, quando sobre o altar, nas mãos do sacerdote, estiver Cristo, Filho de Deus Vivo!
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

2. Ó grandeza admirável, suprema complacência! Ó humildade sublime, ó humilde sublimidade! Que o Senhor do universo, Deus e de Deus Filho, se humilhe a ponto de se esconder, para nos salvar, na mesquinha aparência de pão!
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

3. Rogo-vos, portanto, a todos vós, meus irmãos, beijando-vos os pés e com toda a caridade de que sou capaz, que manifesteis toda a reverência e toda a honra que puderdes ao santíssimo Corpo e Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo, em quem tudo o que existe na terra e nos céus foi pacificado e reconciliado com Deus onipotente.
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

laudes
4. Todos os irmãos amem-se uns aos outros, conforme o Senhor diz: “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros assim como eu vos tenha amado.”
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

prima
5. A caridade que os irmãos se devem em amor mútuo, mostrem-na por obras, conforme diz o Apóstolo: “Não seja o nosso amor de palavra nem de língua, mas sim de obras e de verdade.”
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

tércia
6. Bem-aventurado aquele que ama e respeita ao seu irmão, tanto distante como quando próximo dele se encontra, e não diz na ausência dele coisa alguma que, com caridade, não lhe diria em sua presença.
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

II. A tarde ou a noite

sexta
7. Ponderemos as palavras do Senhor: “Amai aos vossos inimigos e fazei bem aos que vos odeiam”. Porque também nosso Senhor Jesus Cristo, cujo passos devemos seguir, chamou de amigo a seu traidor e se entregou espontaneamente aos que O crucificaram.
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

noa
8. Ama verdadeiramente ao seu inimigo aquele que não se contrista pela injuria dele recebida, mas por amor de Deus se aflige com o pecado por ele cometido, e por meio de obras lhe manifesta sua caridade.
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

vésperas
9. O Senhor me deu tanta fé nos sacerdotes que vivem segundo a santa Igreja Romana, por causa de sua ordenação, que, mesmo se eles me perseguissem, recorreria a eles. E a todos hei de respeitar, amar e honrar, como a meus senhores.
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

10. Nos sacerdotes não quero considerar pecado algum, porque neles reconheço o Filho de Deus e eles são meus senhores. E isto faço porque do mesmo altíssimo Filho de Deus nada vejo corporalmente neste mundo senão o seu santíssimo Corpo e Sangue, que eles consagram e somente eles administram aos demais.
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

11. Quando o sacerdote sacrifica sobre o altar o santíssimo Corpo e Sangue do Senhor e a alguma parte o leva, toda gente, de joelhos, renda louvores, honra e glória ao Senhor Deus vivo e verdadeiro.
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

completas
12. Absorvei, Senhor, eu Vos suplico, o meu espírito, e pela suave e ardente força do vosso amor, desapegai-me de todas as coisas que existem sob o céu, afim de que eu possa morrer por amor de Vós, ó Deus, que por amor de mim Vos dignastes morrer.
Pai-nosso..., Ave-Maria..., Glória ao Pai...

Nenhum comentário:

Postar um comentário