Fraternidade São Francisco de Assis

Fraternidade de São Francisco de Assis

Rua Costa Ferraz, 38, Rio Comprido, RJ
Tel: 2273-9761 / 2273-8387
e-mail: ofs.riocomprido@hotmail.com

Erigida Canonicamente em 1º de julho de 1967



Nossos encontros fraternos acontecem nos 2º e 4º domingos do mês, de 08:30 às 12:00 horas. Nos reunimos em nossa Sede após a Missa das 08:30 nos 2º domingos e nos 4º domingos nos reunimos em nossa Sede às 08:30 e às 11 horas temos a Santa Missa.

sábado, 31 de julho de 2010

Evangelho do dia - 31/07/2010




Mt 14,1-12
O banquete da morte



* 1 Naquele tempo, Herodes, governador da Galiléia, ouviu falar da fama de Jesus. 2 Disse então a seus oficiais: «Ele é João Batista, que ressuscitou dos mortos. É por isso que os poderes agem nesse homem.» 3 De fato, Herodes tinha mandado prender João, amarrá-lo e colocá-lo na prisão. Fez isso por causa de Herodíades, a mulher do seu irmão. 4 Porque João dizia a Herodes: «Não é permitido você se casar com ela.» 5 Herodes queria matar João, mas tinha medo da multidão, porque esta considerava João um profeta.

6 Quando chegou o aniversário de Herodes, a filha de Herodíades dançou diante de todos, e agradou a Herodes. 7 Então Herodes prometeu com juramento que lhe daria tudo o que ela pedisse. 8 Pressionada pela mãe, ela disse: «Dê-me aqui, num prato, a cabeça de João Batista.» 9 O rei ficou triste, mas por causa do juramento na frente dos convidados, ordenou que atendessem o pedido dela, 10 e mandou cortar a cabeça de João na prisão. 11 Depois a cabeça foi levada num prato, foi entregue à moça, e esta a levou para a sua mãe. 12 Os discípulos de João foram buscar o cadáver, e o enterraram. Depois foram contar a Jesus o que tinha acontecido.



* 14,1-12: A morte brutal de João Batista anuncia a morte de Jesus. Os compromissos que obrigaram Herodes a cortar a cabeça do Precursor vão levar, com muito maior razão, as autoridades a tramar e exigir a execução de Jesus. Isso porque tanto João como Jesus põem em perigo os princípios éticos vigentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário